Vetnil dá dicas de como cuidar dos felinos no Dia Mundial do Gato, dia 17 de fevereiro

#AgitoPet

A médica veterinária, Fernanda Cioffetti Marques, ressalta a importância da nutrição adequada e dos suplementos vitamínicos para o trato dos gatos

 

No dia 17 de fevereiro comemora-se o Dia Mundial do Gato. A data foi criada por entidades de proteção animal para alertar e conscientizar os donos e tutores de como cuidar corretamente dos seus gatos, levando em conta os hábitos nutricionais, de higiene, de lazer, vacinação, vermifugação, entre outros aspectos. 

 

Estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2017, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) mostrou que o Brasil tem a segunda maior população de pets do mundo, com 22,1 milhões de felinos e 52,2 milhões de cachorros. A pesquisa mostrou, ainda, que a população de gatos está crescendo muito e que deverá ultrapassar a dos cães em menos de dez anos. Esse resultado é reflexo das mudanças sociais e comportamentais, com a população morando em locais menores e nos grandes centros urbanos, aliado a uma maior simpatia por esses animais.

 

Para a médica veterinária e gerente de Marketing da Vetnil, Fernanda Cioffetti Marques, a vacinação e a vermifugação frequentes são necessárias para manter o gato saudável. “O protocolo de vacinação dos gatos deve ser elaborado por um médico veterinário após uma avaliação clínica detalhada, assim como a periodicidade para ministrar o vermífugo. Esses cuidados são imprescindíveis, principalmente, quando há contato com outros animais”, declara.

 

Com relação à alimentação, os gatos chegam a fazer mais de dez refeições ao dia, por isso, a ração deve estar sempre à sua disposição. São animais que têm o hábito de ingerir pouco líquido, por isso, precisam de estímulo, como água sempre fresca e corrente. Em alguns casos, Fernanda indica uma pequena fonte de água para ajudar a hidratar o felino de forma ideal, além de fornecer alimento úmido – em sachê. 

 

Embora o gato de estimação seja um animal caseiro e não exija os passeios diários ao ar livre como os cães, é imprescindível proporcionar áreas de lazer e descanso dentro de casa, para brincar e descansar. Gatos são animais independentes e têm o hábito de correr e pular, por isso, proporcionar lugares que ele possa brincar e dar saltos é fundamental para manter a saúde e bem-estar do felino. Arranhadores e brinquedinhos também são recomendados para distrair o gato dentro de casa. 

 

Sob o aspecto de segurança, algumas adaptações na casa devem ser feitas para evitar acidentes. Por exemplo, para quem mora em apartamento, é fundamental colocar telas de proteção em janelas e varandas. “Como os gatos gostam de lugares altos, eles costumam dormir e tomar banhos de sol nas varandas e pular nas janelas. A proteção das telas evita acidentes e consequências mais graves para a saúde do bichinho. Outro aspecto relevante é a importância de colocar a caixa de areia em local arejado e distante de onde fica a água e ração do seu Pet, para manter o ambiente limpo e evitar contaminação”, afirma Fernanda.

Deixe uma resposta