Cinco brincadeiras para fazer com o seu PET dentro do apartamento durante o isolamento social

#AgitoPet

Nesse período de quarentena, onde todos estão em casa executando poucas atividades, é muito comum observarmos problemas comportamentais em animais domésticos. Como xixi fora do lugar, rasgar almofadas e latidos excessivos. 

O que muitas pessoas não sabem, é que esses comportamentos são comuns no mundo animal. Costumamos dizer que todo cão feliz rói, corre, late, rasga, pula, relaxa, tem apetite, dorme bem, brinca e socializa. 

Com o tutor ciente de que esses comportamentos são normais, é preciso pensar no que pode ser feito para que a falta de atividade não seja desviada para objetos da casa, ou que o cão comece a apresentar reatividade a coisas e situações que antes não eram um problema.

“Na creche, nós desenvolvemos muitas brincadeiras, com foco no bem-estar animal, ou seja, um cão feliz! Hoje compartilho com você algumas que podem ser realizadas sem a necessidade de alto investimento financeiro, bem como com coisas que normalmente temos em casa” explica Camila Lima de Almeida, sócia-proprietária do Pet Family.

1. Mudando a forma de se alimentar

Não é segredo para ninguém que o cão, em natureza, não tem um humano que coloca a comida no prato, serve e ele simplesmente come. 

A princípio, achamos que estamos sendo os melhores do mundo, afinal ele não tem que caçar, matar, destrinchar, etc. Mas, o seu cão ama isso, é a natureza dele. Então que tal mudar a forma como alimenta seu pet? Além de deixa-la mais natural, já é uma brincadeira e tanto! 

Caso não tenha o costume de fazer brincadeiras com seu pet, comece pelo mais fácil, para que seu cão desenvolva a habilidade de utilizar mais o faro para encontrar o seu próprio alimento, assim como ocorre na natureza!

Brincadeiras:

• Jogue porções da refeição em pedaços de tecido, como toalhas, ou panos – a dificuldade será encontrar o alimento entre as dobras do tecido.

• Esconda a comida por cantos da casa – sempre em locais onde ele pode ter acesso (se não quer que ele suba no sofá, não coloque ali). É importante começar deixando o alimento em um mesmo caminho, de forma mais visível e depois ir dificultando, isso fará com que ele use mais o olfato para encontrar o alimento.

2. Brincar de bolinha não deixa de ser importante

A principal brincadeira e mais conhecida é o ato de jogar bolinhas ou qualquer outro brinquedo para o pet perseguir. Apesar de muitas pessoas não saberem o real motivo pelo qual estão fazendo a brincadeira, ela é muito importante. Estimula o instinto de perseguir algo, como uma presa, por exemplo.

Antes de jogar a bolinha, é importante estimular o cão para que ele tenha interesse em perseguir, aquelas que fazem barulho, são as melhores! E não precisa de muito espaço, basta um corredor.

3. Ração ou petiscos congelados

Alguns pets deixam muito claro a necessidade que tem de roer objetos, como nos chinelos, cadeiras e afins. Logo, faça a troca. Não adianta punir uma necessidade básica. 

Nas lojas de compras para animais de estimações, tem uma infinidade de brinquedos cuja finalidade é roer. É muito importante dar uma atenção especial ao objeto escolhido, como saber se ele realmente é apropriado para a mordida e tamanho do seu pet, a escolha errada pode causar sérios problemas para saúde do seu pet. 

Em casa, apartamento, cômodo, qualquer lugar, é possível criar algo. Por exemplo, você pode pegar o petisco que seu cachorro gosta e colocar em uma forma de gelo, preencher com água, e fazer esses petiscos em gelo. Ele vai demorar muito mais para comer, e precisará roer o gelo para chegar até o petisco.

Para ir mais longe, dá para fazer o mesmo com a porção de refeição. Você a congela e, na hora de comer, será uma brincadeira e tanto! Essa é uma sugestão muito bacana para os dias quentes. 

4. Papelão ou outros objetos recicláveis

Um comportamento comum, principalmente quando o pet está entediado, é rasgar ou picotar coisas. Apesar de estranho e super evitado por nós humanos, quando feito em locais errados, esse é um comportamento normal do animal em vida livre, é o que ele faz para chegar até seu alimento. Por isso a importância de trabalhar esse comportamento de forma correta, e não nas almofadas, tapetes higiênicos etc. 

Uma brincadeira muito legal é colocar a ração ou petiscos em pedaços de papelão e fechar com fita crepe (que é feita de papel). Para chegar ao alimento ele terá que rasgar o papel. 

5. Brincar com Coco Verde Se você ama coco, seu pet também pode amar. Nessa brincadeira, é comum que os pets tentem tirar as fibras do coco. O interessante é que é uma fruta barata e facilmente encontrada no mercado. O cachorro pode beber água de coco tranquilamente, mas recomendamos retirar, caso não queira muita sujeira pela casa.

Deixe uma resposta