Cuidado com pequenos roedores

#AgitoPet

Os pequenos roedores estão se tornando cada vez mais populares como animais domésticos. Por serem pequenos e suas gaiolas não ocuparem tanto espaço, acabam sendo uma excelente opção de animal de estimação. 

Os pequenos roedores vendidos nas grandes varejistas pet, como a Cobasi, são os porquinhos-da-índia, os camundongos e os ratos twister. Todas essas espécies se acostumadas ao contato humano desde filhote tornam-se bem mansas, com isso o tutor pode pegar (com cuidado) e fazer carinho. 

Características Rato Twister 

– Eles têm um tamanho que varia de 30cm até 40cm considerando a calda; 

– Pesam entre 200g e 500g; 

– Vivem entre três e quatro anos; 

– São dóceis; 

– São indicados para crianças a partir dos 9 anos; 

– Existem diferentes raças de Rato Twister. 

Características Camundongos 

– Eles têm um tamanho que varia de 8cm até 12cm considerando a calda; 

– Pesam entre 15g e 19g; 

– Vivem entre dois e três anos; 

– São dóceis e inteligentes; 

– Indicados para adolescentes a partir dos 14 anos; 

– Exige manuseio diário para entenderem que os humanos não são predadores. 

Características porquinho-da-índia 

– Eles têm um tamanho que varia de 20cm até 30cm; 

– O macho pesa entre 1,2kg e 1,5kg, enquanto a fêmea pesa entre 900g e 1,2kg; 

– Vivem entre 5 e 8 anos; 

– São dóceis; 

– Indicados para crianças a partir dos 4 anos. 

Como verificar se o pequeno roedor está saudável 

– Se estão comendo de forma adequada; 

– Se a urina está clara; 

– Se as fezes estão sólidas; 

– Se não estão com falhas na pelagem; 

– Ir semestralmente em um veterinário para check up. 

Principais doenças em pequenos roedores 

– Sarna; 

– Infecções por fungos; 

– Infecções respiratórias. 

Alimentação de pequenos roedores 

– Porquinho-da-índia é herbívoro e se alimenta de ração específica para espécie, legumes, frutas e verduras escuros. 

– Rato twister e camundongo são onívoros e se alimentam de ração específica para espécie, legumes, frutas e verduras escuras. 

Limpeza das gaiolas dos pequenos roedores 

– Higienizar a gaiola ao menos uma vez por semana: 

. Lavar todos os itens de dentro da gaiola com sabão neutro e deixar secar ao sol. O pet precisa estar em outro ambiente no momento da higienização da gaiola. 

. A gaiola pode ser higienizada também com desinfetantes a base de amônia quaternária. 

– Todos os dias higienizar comedouros e bebedouros. 

. Trocar a água sempre por filtrada. 

Tipos de Substrato 

– Substrato Mineral 

. Menos cheiro; 

. Absorve melhor a urina; 

. Indicado para ser usado no “banheiro” do pet. 

– Substrato vegetal 

. Indicado para forrar a gaiola; 

. Precisa ser peneirado diariamente, pois forma pó. 

Enriquecimento ambiental 

– Cada espécie de roedor tem uma gaiola específica, adequada aos seus hábitos e tamanhos; 

– Precisa por incentivos na gaiola, como brinquedos e tocas para eles se entreterem e se protegerem; 

– O ideal é ter mais de um, pois são animais sociáveis, sempre do mesmo sexo, ter dois machos ou duas fêmeas; 

– Ter brinquedos ou blocos de cálcio para o pet poder roer. 

Os especialistas Raoni e Tiago também dão mais detalhes sobre estes animais na web série Pequenos Roedores, disponível no canal de Youtube, TV Cobasi (seguem links abaixo). Caso queira conversar com um deles, é só entrar em contato comigo. 

Web serie pequenos roedores 
Local de exibição:  TV Cobasi –  http://www.youtube.com.br/tvcobasi

Ep 1. Saiba mais sobre porquinho-da-índia, camundongo e rato twister 

Ep2. Como cuidar de roedores domésticos? 

Ep3. 3 pilares de alimentação de roedores 

Ep4. Como limpar a gaiola do porquinho-da-índia e de outros roedores 

Ep5. Enriquecimento ambiental para roedores 

Ep6. Respondemos as 5 principais dúvidas sobre roedores 

Deixe uma resposta