Gatos têm atendimento exclusivo na Universidade São Judas

#AgitoPet

O perfil do dono do gato mudou. Se até poucos anos os gatos eram vistos como animais independentes, e seus donos permitiam que saíssem de casa sozinhos, ficassem longos períodos em casa também sozinhos, não se preocupavam em castrar ou até mesmo consultar médicos-veterinários, hoje esse perfil mudou (muito por conta do trabalho dos cursos de medicina veterinária, que ajudaram a mudar essa cultura).

Hoje muitos donos de gatos agem como até então era comum que se agisse com cães: castram, levam para passear, deixam em companhia de outras pessoas, como acompanhantes profissionais ou creches, levam periodicamente ao veterinário etc.

Os cursos de Medicina Veterinária favoreceram essa mudança de mentalidade, ao promover formação para centenas de profissionais que, ao chegarem ao mercado de trabalho, atuam no sentido de promover a saúde e o bem-estar animal.

Participante ativa dessa mudança de mentalidade, a São Judas dispõe de uma infraestrutura própria com profissionais especializados no atendimento exclusivo de gatos, com um recém-inaugurado ambulatório com infraestrutura avançada (Raio-X Digital, aparelho de Anestesia Inalatória) ambientado para o atendimento desse tipo de animal.

A clínica dispõe de atendimentos e tratamentos de diversas especialidades (cardiologia, dermatologia, acupuntura, entre outras), permitindo que os alunos possam vivenciar a prática profissional (sempre sob supervisão e orientação dos professores) e, ao mesmo tempo, prestar um serviço para a sociedade (já que as taxas cobradas estão muito aquém daquelas praticadas em clínicas privadas comerciais).

Deixe uma resposta