Lhasa Apso é bravo? Saiba mais sobre o temperamento desse peludo!

#AgitoPet

Será que Lhasa Apso é bravo? Pela aparência, é fácil confundir Shih-tzu e Lhasa Apso, e não é para menos: originários do Tibete, ambos são conhecidos por porte pequeno, focinho achatado (braquicefalia), olhos arredondados e pelagem fina e longa. 

lhasa apso com lacinho

Já no que diz respeito ao comportamento, há muitas diferenças entre as duas raças, sendo que o Shih-tzu geralmente é visto como mais tranquilo. Mas isso não quer dizer que Lhasa Apso é bravo. Se você quiser saber mais sobre o temperamento e personalidade do Lhasa Apso, continue a leitura!

Origens do Lhasa Apso e sua influência no temperamento

O temperamento do cachorro é resultado de múltiplos fatores, o que inclui, mas não se resume à origem da raça a qual pertence. Isso ocorre pois diversas raças que conhecemos hoje como companheiras amorosas foram inicialmente selecionadas para trabalhos específicos, como pastoreio, diferentes tipos de caça, corrida, etc.

Para além das características físicas, os cruzamentos seletivos que deram origem às raças visavam a reforçar também certos comportamentos. Ao contrário do Shih-tzu, que desde o início foi selecionado como cão de companhia, o Lhasa Apso não surgiu com essa mesma função. 

Muito admirados pelos monges tibetanos, os cães da raça eram na verdade exímios cães de guarda, alertando sobre possíveis ameaças aos templos. Assim, no que diz respeito ao temperamento do Lhasa Apso, não era esperado que fossem quietinhos e receptivos a qualquer pessoa ou animal que se aproximasse. O esperado era que estivessem sempre alertas e que avisassem, por meio de latidos, sobre riscos.

lhasa apso no sofá

Por que a raça não é o único fator que deve ser levado em conta?

Embora aponte para tendências a certos comportamentos, a raça não é o único tampouco o principal aspecto que irá determinar o temperamento de um cachorro. Além dela, características individuais e principalmente as experiências vividas pelo cão têm grande influência na maneira como o pet irá se portar em diferentes contextos.

No caso do Lhasa Apso e seu comportamento, devido à sua origem, é verdade que ele tem uma inclinação maior a ser um pet que está constantemente em estado de alerta. No entanto, isso não necessariamente quer dizer que Lhasa Apso é bravo.

Porém, ele só vai ser realmente arisco com estranhos e situações novas, latindo para visitas e ruídos, por exemplo, se não for devidamente habituado a esse tipo de coisa desde cedo. Caso isso seja feito adequadamente, o Lhasa Apso tem tudo para ser um companheiro confiante e feliz. 

O papel da socialização e da sociabilização

Quando falamos das experiências que irão contribuir para a formação do comportamento do Lhasa Apso, estamos falando principalmente daquelas que ocorrem nos primeiros meses de vida, fase em que o pet está naturalmente mais aberto para novidades. 

Nesse momento, é importante que ele seja exposto a diferentes tipos de pessoa, a outros cachorros e a situações diversas, incluindo a exposição a veículos como motos e bicicletas, e a ruídos diferentes, como barulho de campainha, de trovões e de rojões.

Vale destacar que é muito importante que a exposição seja feita de maneira planejada e controlada, de preferência seguindo as orientações de um especialista em comportamento canino. Exposições feitas de maneira inadequada podem ser prejudiciais, à medida que acabam marcando negativamente o pet. 

três lhasa apso

Gostou de saber se Lhasa Apso é bravo de verdade?

Fonte: Blog Petz

Deixe uma resposta