Ter um pet ajuda crianças na mudança para uma nova escola

#AgitoPet

 

Pets aliviam estresse e ansiedade infantil, além de estimularem crianças a interagirem com novos colegas.

Muitas crianças estão retomando a rotina de volta às aulas e, além de deixarem o período de descanso e brincadeiras para trás, algumas estão em fase de adaptação em uma nova escola, uma mudança que pode trazer muito estresse para elas. Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto Hart Research Associates, em Washington – Estados Unidos, o bem-estar socioemocional dos filhos entra em segundo lugar nas prioridades dos pais no momento de realizar a troca de escola. Problemas como bullying, habilidade para lidar com estresse, pressão de colegas da turma e a falta felicidade no ambiente escolar preocupam pais de todo mundo. Com isso, é possível perceber o quanto a integração dos filhos no novo ambiente escolar é importante. A socialização de crianças, a capacidade de interação delas com novos professores e o envolvimento saudável com a nova turma acabam se colocando como prioridade para muitas famílias. Mas, como ajudar as crianças nessa nova etapa da vida? Às vezes, trazer um integrante de quatro patas para a família é a solução… Estudos realizados pelo Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal WALTHAM®, parte da Mars Petcare, comprovam que o contato com pets é cada vez mais positivo para o bem-estar das pessoas, principalmente as crianças. Segundo WALTHAM®, animais apoiam positivamente o lado socioemocional das crianças, além de estimularem o desenvolvimento de empatia, laços de amizade mais profundos, senso de responsabilidade e preocupação com os animais e a natureza. Além disso, estudos revelam que os pets podem também ser atenuadores de estresse, com muitos relatos de jovens e crianças buscando um ‘abraço’ animal em momentos de tristeza e de dor.

Sabendo de todos esses benefícios dos animais na vida das crianças, a Mars Petcare firmou parceria com duas escolas dos Estados Unidos (Steindorf Steam School, em San Jose/Califórnia, e com a Chelsea Academy, em Front Royal/Virgínia) para comprovar em um estudo como os pets podem contribuir e facilitar a transição delas para uma nova escola. Os resultados destacam o poder dos animais de estimação em reduzir o estresse, aliviar sentimentos de ansiedade social e ajudar as crianças a se conectarem com os novos colegas estudantes. O Vice-Presidente de Marketing da Mars Petcare nos Estados Unidos, Craig Neely, reforça, ainda, que “as habilidades dos pets e o impacto positivo que eles têm em nossas vidas são notáveis e, no caso desta parceria, ajudam a tornar os primeiros dias em uma nova escola menos estressante e intimidante para uma criança”.

O aluno Etienne, da Steindorf Steam School, contou com a presença do seu cachorro Milo durante o seu primeiro dia de aula no novo ambiente. Já na Chelsea Academy, o aluno Nate foi acompanhado pelo seu fiel companheiro canino Buddy. “Uma grande reviravolta como mudar de escola pode ser um enorme desafio para as crianças e afetar seu desempenho estudantil e bem-estar emocional”, destaca Bernardine Clark, Diretora da Escola Chelsea Academy. “Adoramos a ideia de receber os cães de nossos novos alunos em seus primeiros dias para ajudar a tornar a transição a mais tranquila possível”.

Antes de contar com a companhia de Milo no seu primeiro dia na nova escola, Etienne, do sexto ano na Steindorf Steam School, estava muito apreensivo. “Eu estava me sentindo muito nervoso e achei que todo mundo ia tirar sarro de mim porque eu era uma pessoa nova na escola”, contou. Quando soube que poderia levar Milo consigo, Etienne relatou que se sentiu mais seguro e confortável. “Milo às vezes lambia a minha mão, me dizendo que ele está sempre lá comigo”, ressaltou.

Animais de estimação na sala de aula: aprimoramento do aprendizado para crianças

Nos últimos anos, escolas e instituições começaram a empregar programas de educação assistidos por animais, cujo objetivo é melhorar as habilidades motoras do aluno, sua comunicação e capacidade de leitura, ao mesmo tempo que se valem dos efeitos calmantes e motivadores que os pets podem proporcionar. Pesquisas sobre os benefícios educacionais de incluir animais em salas de aula apontam que crianças em idade pré-escolar, quando estão na presença de um cão, têm mais chances de acatar instruções e executar algumas tarefas de habilidades motoras (como, por exemplo, concluir um percurso com obstáculos) com maior agilidade, mas sem sacrificar a precisão. A presença de um animal junto às crianças também vem sendo associada a um melhor desempenho delas em tarefas cognitivas (por exemplo, fazer a correspondência entre imagens relacionadas). Melhoras na comunicação entre os alunos, inclusive com professores, além de redução dos comportamentos extremos (como agressão) e aumento da atenção dos jovens no professor também foram relatados quando há pets presentes na sala de aula.

Confira, abaixo, alguns pontos que os estudos indicaram com resultados benéficos da interação entre pets e crianças em sala de aula:

Programas de leitura: uma variedade de programas também acolheu a presença de animais junto das crianças com o objetivo de melhorar as habilidades de leitura dos alunos, proporcionando a eles oportunidades de ler em voz alta para os cães. A argumentação desses programas quanto a essa inserção é que a presença de um cachorro pode reduzir a ansiedade da criança quanto à leitura e à leitura em voz alta, já que o animal atua como um público que não é crítico, nem emite julgamentos à leitura da criança. 

Educação especial: a educação especial, em particular, se valeu dos efeitos calmantes dos animais para reduzir os comportamentos tumultuantes na sala de aula. Há um consenso entre profissionais da educação de que a presença de animais pode reduzir as explosões emocionais, a agressão e outros comportamentos indesejados nos alunos. Pesquisadores da área acreditam que, além de reduzir o estresse e a ansiedade, os animais podem ajudar as crianças a concentrarem a atenção, ou também podem proporcionar algum tipo de motivação para aprender e ser bem-sucedido em uma tarefa. Devido à prevalência do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), em alguns países descobertas relacionadas a melhorias na concentração e foco podem ter um significado especial para o desenvolvimento de futuros programas educacionais voltados às crianças com esse problema.

Histórias de sucesso

Para conhecer as histórias reais descritas acima, acessewww.cesar.com/firstdayfriends. Lá, também estão disponíveis dicas para pais, professores e diretores interessados em aprender mais sobre como trazer os benefícios dos pets para sua própria escola. Também disponível no Youtube em:

Chelsea Academy (Nate & Buddy): https://www.youtube.com/watch?time_continue=104&v=1j98RpCxaWs

Steindorf School (Etienne & Milo): https://www.youtube.com/watch?v=ic0o-G5atwg

Deixe uma resposta